Katia Aveiro sai em defesa do “amigo” Tony Carreira: “Deixem o homem cantar”

Katia Aveiro veio a público defender Tony Carreira das acusações de plágio que o artista está a ser alvo por parte do Ministério Público. A também cantora partilhou uma longa mensagem no seu Facebook, destacando o mérito e o sucesso do amigo.

O Ministério Público acusou Tony Carreira de plagiar 11 músicas de autores estrangeiros, uma acusação que Katia Aveiro considera injusta e sem fundamento.

“São poucos os artistas que não se inspiram em alguém, são poucos os que não copiam as músicas, isto é como fazer peças de roupa, os estilistas todos se inspiram uns aos outros, já não existe exclusividade, mas lamentavelmente as críticas a este homem chegam ao ridículo quando dizem que o sucesso dele se deve aos plágios de músicas que não são dele, respeitem o público que o acompanha, respeitem os discos e CD que este homem vendeu”, pode ler-se no Facebook da irmã de Cristiano Ronaldo.

Hoje venho aqui com estas minhas humildes palavras ,que valem o que valem ,defender o artista (que acredito que não…

Publicado por Katia Aveiro em Quinta-feira, 14 de Setembro de 2017

A cantora madeirense está solidária com Tony Carreira e revê-se na situação pela qual este está a passar: “Só os vencedores e campeões têm inimigos (tenho a certeza disso, vivo de perto algo parecido na minha família) “, escreve, numa referência ao escrutínio de que o irmão e a sua família são alvo.

A artista, de 40 anos, acusa ainda os críticos do cantor de inveja e deixa um reparo à Sociedade Portuguesa de Autores (SPA), que não está, contudo, envolvida no caso: “A inveja é tão feia, a SPA e os sabichões da música em Portugal têm tanta pena dos tais artistas (estrangeiros) que foram copiados, defendam o que é português.”

No final do texto publicado no Facebook, Katia Aveiro pede para que “deixem o homem cantar” e para que o deixem em paz.

Os temas “Depois de ti mais nada”, “Sonhos de Menino”, “Se acordo e tu não estás eu Morro”, “Adeus até um dia”, Esta fala de ti”, “Já que te vais”, “Leva-me ao céu”, “Nas horas da dor”, O anjo que era eu”, “Por ti” e “Porque é que vens” são as 11 canções alegadamente plagiadas por Tony Carreira e pelo compositor Ricardo Landum.

TEXTO: João Farinha