Patrick Swayze morreu há oito anos. Recorde as 15 frases mais marcantes do ator

Fotografia: Reuters

O gingar de anca de Johnny Castle no filme “Dirty Dancing”, de 1987, fez derreter os corações de milhares de jovens em todo o mundo, uma imagem que o levou a ser considerado quatro anos mais tarde, pela revista “People”, o homem mais sexy do planeta.

No dia em que se assinalam oitos anos da sua morte, vítima de um cancro no pâncreas, a N-TV recorda algumas das frases mais marcantes de Patrick Swayze, um homem de fé e que sempre encarou de frente a passagem para o outro plano.

TEXTO: Alexandre Oliveira Vaz e Dúlio Silva

Patrick Swayze

Fotografia: Direitos Reservados

“Tenho muita fé na fé. Se acreditares em algo com a força suficiente, isso torna-se real para ti. Gostava de acreditar que o meu pai está comigo nesta sala e que ele é o meu anjo da guarda, que há vida depois da morte. Se não houver, porque estamos aqui? Do ponto de vista da física, não acredito que apenas a carne e ossos contenham a energia que há dentro de nós. Seja verdade ou não, precisamos de acreditar nisso.”

Patrick Swayze

Fotografia: Direitos Reservados

“Acredito num poder superior. Estudei filosofia oriental e o Corão. Mas desvalorizamos tudo aquilo em que vale a pena acreditar. ‘ A Última Tentação de Cristo’, de 1988, e ‘ O Código Da Vinci’, de 2006, mostram isso. Fiquei colado ao último livro, mas depois pensei ‘Meu Senhor, agora até estamos a desfazer a nossa fé em Deus’. Será que também nos vamos transformar num reality show? Espero bem que não.”

Patrick Swayze

Patrick Swayze e a mulher Liza Niemi. Fotografia: Direitos Reservados.

“O meu maior arrependimento é o dano físico que provoquei ao meu corpo. Fisicamente consigo fazer quase tudo e, por essa razão, sentia que era invencível. Estava constantemente a partir ossos, a jogar futebol, a fazer ginástica, mergulho, dança clássica, as minhas próprias acrobacias, kickboxing, lutas… Agora parece-me tudo um pouco estúpido.”

Patrick Swayze

Fotografia: Direitos Reservados

“Enfrentares a tua mortalidade é a maneira mais rápida de descobrires do que és feito. Expõe-te por completo, a tua força, a tua fraqueza, a tua alma. Também te leva a encarar as questões mais difíceis da vida.”

Patrick Swayze

Patrick Swayze ao lado da mãe Patsy e da mulher Liza. Fotografia: Direitos Reservados.

“Tomei a decisão consciente de me afastar do grande cinema quando o álcool fazia parte da minha vida. Estava preso na mentalidade dos filmes de sucesso e isso estava a destruir o meu propósito de vida. A solidão proveniente da fama estava a mexer com a minha cabeça. Depois de seres famoso e de contares a tua história, tudo parece uma mentira. Não sabes o que é verdade. Parece um artigo escrito por outra pessoa e não aquilo que és.”

Patrick Swayze

Patrick Swayze e a mulher Liza Niemi. Fotografia: Lee Celano/REUTERS

“Como é que manténs uma atitude quando todas as estatísticas dizem que és um homem morto? Vais trabalhar.”

Patrick Swayze

Fotografia: Direitos Reservados

“As pessoas bonitas não me atraem. Eu incluído.”

Patrick Swayze

Patrick Swayze ao lado da mulher Lisa Niemi. Fotografia: Mario Anzuoni/REUTERS

“Eu tenho prioridades… Tenho vindo a lidar com algo numa ordem particular, isto é, pela ordem do que me está a matar. Parar de fumar vai mudar alguma coisa? Não. Mas se um dia souber que posso viver mais do que cinco minutos que o suposto então meto de imediato os cigarros de lado.”

Patrick Swayze

Fotografia: Direitos Reservados

“Ainda estou bem para trabalhar. Eu não mudei. Quer dizer, o que estou a dizer? É claro que mudei. Tenho enfrentado uma batalha. A quimioterapia, não importam o que digam, é o inferno.”

Patrick Swayze

Fotografia: Direitos Reservados

“Do nada ela começava a brincar, obrigando-nos a repetir as cenas diversas vezes. Tivemos alguns momentos de atrito… ela ficava muito emocionada e por vezes até começava a chorar quando alguém a criticava.” Revelou em relação à atriz Jennifer Grey, com quem contracenou no filme “Dirty Dancing”.

Patrick Swayze

Fotografia: Direitos Reservados

“Sou um milagre.” Afirmou após vencer uma série de tratamentos contra o cancro.

Patrick Swayze

Patrick Swayze ao lado da atriz Whoopi Goldberg. Fotografia: Direitos Reservados

“Já reduzi muito nos cigarros. Eu era um daqueles parvos que começou a fumar nos dias do Marlborought. Na altura era considerado fixe. Sou um cowboy. Mas digo-vos uma coisa, sou contra as crianças fumarem e essa é umas das razões pela qual nunca fumei à frente de uma criança.”

Patrick Swayze

Patrick Swayze ao lado da mulher Lisa. Fotografia: Paul Hackett/REUTERS

“Vou longe ao ponto de afirmar que fumar teve algo a ver com o meu cancro do pâncreas.”

Patrick Swayze

Fotografia: Direitos Reservados

“Cinco anos é sonhar alto demais… Se for acreditar nas estatísticas dois anos é o tempo provável. Eu quero viver até encontrarem uma cura, por isso é melhor começarem a trabalhar depressa.”

Patrick Swayze

Fotografia: Paul Hackett/REUTERS

“Já tive mais vidas que dez pessoas juntas. Tem sido uma viagem incrível, por isso isto (morrer) não tem mal.”