Tony Carreira: “Sei exatamente aquilo que a Companhia Nacional de Música quer mas que não terá”

Fotografia: Igor Martins/Global Imagens

Tony Carreira falou esta noite em exclusivo à SIC sobre o “dia difícil” que viveu ao ser alvo de acusação de plágio em 11 dos seus temas por parte do Ministério Público. O cantor garante que “não há crime” e que é uma pessoa “honesta”.

Em declarações proferidas no “Jornal da Noite” desta quarta-feira, o intérprete, de 53 anos, nega que seja culpado e que é “um assunto que já está resolvido com quem de direito”. Tony Carreira admitiu ter uma relação “maravilhosa” com os autores das canções e que, por isso, “o que há para resolver em justiça, será resolvido.”

“Estou sereno, estou bem, estou tranquilo. Quem não deve não teme”, afirmou ainda Tony Carreira, corroborando aquilo que a empresa que gere a sua vida artística adiantou esta tarde, em comunicado.

Em causa está a acusação de 22 crimes de usurpação e contrafação em 11 temas que o artista canta nos seus espetáculos. São eles “Depois de ti mais nada”, “Sonhos de menino”, “Se acordo e tu não estás eu morro”, “Adeus até um dia”, “Esta falta de ti”, “Já que te vais”, “Leva-me ao céu”, “Nas horas da dor”, “O anjo que era eu”, “Por ti” e “Porque é que vens”.

A carregar vídeo...

Uma suspeita levantada pela produtora Companhia Nacional de Música (CNM). “A CNM é uma entidade que, por outros motivos, decide pegar neste para estragar uma imagem, para forçar algo que não tem direito […] Sei os motivos. Sei exatamente aquilo que a CNM quer mas que não terá”, assegura, sem se querer alongar nos detalhes.

“É feio, mas há quem jogue desta maneira.”

É um ataque pessoal para manchar a sua reputação e a da sua família? “Eu não acho, tenho a certeza absoluta”, garante, acrescentado que é “uma pessoa honesta”.

Para já, e enquanto não responde à justiça, Tony Carreira prepara uma digressão fora do país, com início já para o mês de setembro. O cantor acredita que esta acusação não tenha afastado os seus fãs, que se mantêm fiéis às suas canções. “Não creio que os meus fãs tenham ficado desiludidos”, terminou.

TEXTO: Dúlio Silva

VEJA TAMBÉM:

Clique na imagem e ouça uma das 11 músicas que o Ministério Público diz que Tony Carreira plagiou.

Fotografia: Miguel Pereira/Global Imagens