Voz do hino original da SIC tece críticas à estação

TEXTO: Ana Filipe Silveira

Na semana em que foi dada a conhecer a nova versão do hino da SIC, Gustavo de Matos Sequeira veio reprovar publicamente a ausência de referências por parte da estação de Carnaxide à equipa formada há 25 anos para criar o cântico.

Com a fundação do primeiro canal televisivo privado em Portugal adveio um hino com a mensagem que a estação defende até hoje. A versão original do cântico deu agora origem a uma remasterização com várias caras do canal a dar-lhe voz. A novidade foi lançada esta semana, todavia não agradou a um dos elementos da equipa matriz.

Gustavo de Matos Sequeira foi um dos membros que participou no primeiro hino da SIC. O intérprete não gostou que a estação tivesse omitido a turma original e mostrou o seu descontentamento na sua página pessoal do Facebook, lamentando que “no momento em que lhe fazem uma nova versão, (não) se lembrem dos que antes a compuseram, cantaram e produziram”.

A SIC faz 25 anos. Parabéns. Vi há pouco que "re-gravaram", com muitas personalidades da estação, o hino da SIC depois…

Publicado por Gustavo De Matos Sequeira em Segunda-feira, 17 de Abril de 2017

A carregar vídeo...
A carregar vídeo...

“Vi há pouco que “regravaram”, com muitas personalidades da estação, o hino da SIC depois de estar “no ar” durante todos estes anos. Para que fique para a história, que hoje em dia pouco interessa à maioria, e porque ninguém o mencionou quando o deveria ter feito, o hino da SIC foi feito pelo José da Ponte e o Guilherme Inês, e cantado pela Dulce Pontes Oficial, Ilha Ilha, Isabel Campelo, António Leal e por mim, Gustavo de Matos Sequeira.”, escreveu Gustavo, não deixando, contudo, de parabenizar o canal pelos 25 anos de emissões.