António Raminhos sofre de Transtorno Obsessivo Compulsivo

TEXTO: Ana Filipe Silveira

O humorista António Raminhos deixou-se entrevistar por Daniel Oliveira no programa “Alta Definição”, da SIC, e falou abertamente da doença que lhe foi diagnosticada há anos. “Foi um alívio”.

“Tinha aqueles hábitos de lavar sempre as mãos e pensar obsessivamente em coisas que não me saíam da cabeça. A mania da limpeza que muitas vezes na família era encarado como ‘olha, lá está ele maluquinho'”. Acabou, depois de uma consulta a um psiquiatra, de ser diagnosticado o Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC). “Comecei a ler sobre o assunto, [o psicólogo] deu um nome à coisa e foi um alívio”, contou António Raminhos na edição deste sábado do programa da SIC “Alta Definição”.

A Daniel Oliveira, o humorista explicou que “o que passa na cabeça” de um obsessivo-compulsivo: “É como se o disco estivesse riscado, é eu saber que estou limpo mas não consigo deixar de fazer aquilo”, disse, para explicar o facto de a doença se manifestar na sua obsessão com a limpeza. “Em miúdo lavava muito as mãos, ao ponto de cair a pele, passava muito tempo no duche, uma hora, duas horas”.

Sofrer de TOC é “um problema” com qual tem de viver. “Não vai desaparecer, eu gostava que desaparecesse, mas não vai”, afirmou ainda Raminhos, admitindo que as maiores “crises” surgem quando passa por momentos de grande ansiedade.