Castelo Branco compromete-se a organizar festa para “não deixar o país a arder”

José Castelo Branco mostrou-se solidário com a situação delicada pela qual Portugal passa neste momento, depois de um incêndio em Pedrógão Grande ter causado 64 mortos e mais de duas centenas de feridos.

O “marchand d’art” afirmou, em direto na sua página de Facebook, que vai fazer tudo o que estiver ao seu alcance para ajudar o nosso país. “Por favor, ajudem, colaborem e eu vou ver o que posso fazer daqui [Estados Unidos]. Já contribuí para a conta [com fins solidários criada para as famílias das vítimas], mas vou ver se consigo organizar uma festa como deve de ser, em que se pague bastante dinheiro”, contou, esta quarta-feira, José Castelo Branco.

O “Conde”, como ficou conhecido em Portugal após a sua participação em programas de televisão, diz-se “extremamente preocupado”, “especialmente com os incêndios” que deflagram no território português. “Temos que fazer qualquer coisa pelo nosso país! Eu não posso deixar o meu país ir ao fundo, especialmente a arder. Cruzes! Nunca!”, disse, convicto, no mesmo vídeo partilhado nas suas redes sociais.

A carregar vídeo...

Nos últimos dias, José Castelo Branco tem-se mostrado muito ativo nas suas redes sociais, nas quais partilha diversos momentos do seu quotidiano em Nova Iorque, nos Estados Unidos, onde vive com a “designer” de jóias Betty Grafstein, com quem tem uma relação desde 1996.