Ameaças de morte. Sergio Ramos obrigado a mudar de número de telefone após falta sobre Salah

Sergio Ramos e a família estão a ser alvo de ameaças de morte depois do encontro da final da Liga dos Campeões, entre o Liverpool e o Real de Madrid, que terminou com a vitória dos merengues por 3-1.

O internacional espanhol teve mesmo de mudar de número e de apresentar queixa na polícia contra desconhecidos, depois de ter recebido várias chamadas telefónicas de números privados e de ser abordado também nas redes sociais. A informação foi avançada pela “Cadena Cope”.

Na causa das intimidações está a jogada entre o defesa e o avançado da equipa inglesa, Mohamed Salah. Durante uma disputa de bola entre os dois futebolistas, o egípcio lesionou-se no ombro e teve de ser substituído, numa altura em que o Real de Madrid atravessava algumas dificuldades perante o pendor ofensivo do adversário.

Desde logo, ecoaram rumores de que Sergio Ramos teria feito a falta propositadamente. Joan Laporta, ex-presidente do Barcelona, foi um deles, depois de admitir que achou o jogador como o melhor do jogo, por ter conseguido retirar Salah do desafio.

Esta semana, a imprensa egípcia também não ficou indiferente ao lance que quase retirou Salah não só da final da Liga dos Campeões, como também do Campeonato do Mundo. Alguns órgãos de comunicação social daquele país do norte de África noticiaram uma manifestação de cerca de mil pessoas junto à embaixada espanhola no Egipto, e que entoaram cânticos contra o espanhol.

Sergio Ramos será adversário de Portugal na primeira jornada do Campeonato do Mundo, dia 15, em Sochi. O jogador foi um dos eleitos por Julen Lopetegui para defender as cores da seleção espanhola e tentar reconquistar o troféu ganho pela Espanha pela única vez em 2010.

TEXTO: Duarte Lago