Apresentador garante que gravação de Trump a gabar-se sobre mulheres é verdadeira

O apresentador de televisão norte-americano que gravou a conversa com comentários agressivos de Donald Trump sobre as mulheres, Billy Bush, confirmou num artigo de opinião no “New York Times” que a gravação é verdadeira.

“Claro que ele disse aquilo”, garantiu o antigo apresentador dos programas “Access Hollywood” e “Today”, num artigo de opinião publicado esta segunda-feira no “New York Times”.

A gravação áudio mostra o atual Presidente dos Estados Unidos numa caravana do programa “Access Hollywood” com o apresentador de então a descrever como tenta ter sexo com uma mulher casada, gabando-se de as mulheres se deixarem ser beijadas e agarradas porque ele é famoso.

“Quando és uma estrela, elas deixam.
Podes fazer tudo.”

Donald Trump

No artigo, Billy Bush conta que estavam mais pessoas presentes na caravana e que ninguém pensou que ele estivesse a falar a sério, mas antes a gabar-se.

“Juntamente comigo e com Donald Trump estavam mais sete outras pessoas na caravana nessa altura, e todos e cada um de nós assumimos que estávamos a ouvir a alguém a gabar-se; ele estava a armar-se; certamente, pensámos, nada daquilo era verdade, mas hoje já sabemos”, escreve o antigo apresentador.

A gravação veio a público durante a campanha presidencial de 2016, e Trump primeiro negou a gravação, mas depois admitiu que era verdade, e desvalorizou a conversa dizendo que era “conversa de balneário”.

Na reta final da campanha, várias mulheres acusaram o atual Presidente dos Estados Unidos de ter feito avanços sexuais indesejados ao longo dos anos, algo que Trump negou.

No artigo, Bush explica que sentiu a necessidade de escrever o texto porque foi-lhe sugerido que Trump tinha dito em privado que a gravação não era autêntica.

“Só posso imaginar como isto deve ter aberto novamente as feridas das mulheres que divulgaram as suas histórias sobre ele, e não receberam atenção suficiente”, escreveu Bush, acrescentando: “Este país está a tentar reconciliar-se com anos de abuso de poder e má conduta sexuais, e o seu líder não resiste a atirar lenha para a fogueira”.

TEXTO: Lusa