Assédio sexual. Chef Mario Batali demite-se do seu império após acusações

O conhecido chef norte-americano Mario Batali demitiu-se esta segunda-feira do seu império da restauração e do espetáculo televisivo “The Chew”, transmitido pela ABC, confirmando que os relatos de mau comportamento sexual “combinavam” com a realidade.

O sítio na internet de notícias de gastronomia Eater New York publicou esta segunda-feira um artigo onde denuncia que quatro mulheres acusaram o ‘chef’ de as ter tocado de forma imprópria.

Três destas trabalharam para Batali.
Por medo de retaliação, preferiram ficar anónimas.

Estas alegações de comportamento impróprio são as mais recentes contra vários homens em posições de poder no mundo da política e do espetáculo, entre outras atividades.

Batali já apresentou desculpas esta segunda-feira, através de um comunicado, onde reconheceu que “muito do comportamento descrito combinam, com efeito, com muitas das formas” como agiu.

Um representante da sua empresa de restauração, Batali & Bastianich Hospitality Group, confirmou que uma empregada tinha reportado comportamento inapropriado de Batali, em outubro. Em consequência, este foi repreendido e iniciou um programa de tratamento.

Os restaurantes do grupo incluem o Babbo, em Nova Iorque, o Carnevino Italian Steakhouse, em Las Vegas, e a Pizzeria Mozza, em Los Angeles.

Batali, que tem 57 anos, é bem conhecido nos círculos da gastronomia, tendo sido sub ‘chef’ nos hotéis Four Seasons, em Santa Bárbara e San Francisco, no Estado da Califórnia.

TEXTO: Lusa