Ben Affleck considera-se um “ator mais sério” depois de beijar outro homem em filme

Ben Affleck beijou um homem num dos filmes em que participou e revelou que foi o seu melhor desafio profissional.

“Agora sou um ator sério.” Pelo menos foi o que Ben Affleck afirmou depois de filmar uma cena a beijar o ator Jason Lewis na comédia romântica “Chasing Amy” de 1997. O ator tinha, na altura, apenas 24 anos.

Este fim de semana, Kevin Smith, o realizador do filme, fez uma aparição no Festival de Cinema LGBT, em Los Angeles, para comemorar os 20 anos da estreia da longa-metragem. Durante o discurso, Smith aproveitou e revelou as afirmações de Affleck na altura das filmagens.

O realizador revelou que o ator, de 44 anos, lhe tinha confidenciado que a sua participação na longa-metragem foi o seu melhor desafio profissional. “O melhor desafio de representação que um ator pode ter é beijar outro homem”, referiu lembrando as palavras do, também, produtor norte-americano.

Mas as revelações não ficaram por aqui. No final da filmagem, o ex-marido de Jennifer Garner terá mesmo dito que aquele momento de representação o tornou “um ator sério”.

Quem não gostou destas afirmações foi Evan Rachel Wood. Esta terça-feira, a atriz de “Westworld” recorreu à sua conta de Twitter para escrever: “experimenta ser violado durante uma cena. E já agora, vê se cresces Ben.” Entretanto, a atriz, de 29 anos, apagou os “tweets” devido aos comentários negativos que recebeu.

A comédia romântica “Chasing Amy”, em português “Perseguindo Amy”, conta a história de dois artistas de banda desenhada protagonizados por Ben Affleck e Jason Lewis. Quando a personagem de Affleck se apaixona por uma artista lésbica, os dois amigos acabam por se afastar. Numa tentativa de melhorar a relação de amizade, Holden (Ben Affleck) beija o amigo Banky (Jason Lewis) e sugere que os três se envolvam.

TEXTO: Alexandre Oliveira Vaz