Betty Grafstein recorda agressões de Castelo Branco: “Tentou estrangular-me”

Casamento de Castelo Branco e Betty marcado por polémicas
[Fotografia: Jorge Carmona / Global Imagens]

Depois de ter tido alta hospitalar, Betty Grafstein recordou um episódio em que o marido, José Castelo Branco, a tentou estrangular.

A designer de joias, de 95 anos, teve alta hospitalar esta terça-feira, 4 de junho, após ter estado internada mais de um mês no Hospital CUF Cascais, devido a fratura no fémur e uma “ferida traumática” no antebraço esquerdo.

A TVI divulgou um novo áudio em que Betty Grafstein recordou as agressões do companheiro. “Ele quase me matou. Uma vez, tentou estrangular-me até à morte. Eu estava de pijama e ficou todo rasgado”, disse.

Depois de ter deixado a unidade de saúde, a antiga joalheira embarcou no Aeroporto de Figo Maduro, em Lisboa, com destino aos Estados Unidos, avançou a CNN. A mulher de Castelo Branco, de 61 anos, viajou acompanhada por uma equipa médica e pela empresária Marcella Fernandes.

Duas semanas após ter sido hospitalizada, Betty confidenciou os maus-tratos do companheiro. A violência doméstica constitui um crime público, por isso os profissionais de saúde que a acompanhavam avançaram com uma queixa-crime ao Ministério Público.

O filho da norte-americana, Roger Basile, revelou, em exclusivo à estação de Queluz, que as agressões começaram há mais de duas décadas.