“Big Brother”: Sandra em entrevista: “Fui humilhada dentro da casa”

Sandra
Fotografias: Reprodução Zoom TVI

A concorrente abandonou ontem o “reality show” da TVI e, na manhã desta segunda-feira, em entrevista, admitiu que se sentiu “humilhada dentro da casa”.

Um dia depois de ter sido expulsa do “Big Brother – A Revolução”, Sandra deu uma entrevista, por Zoom, aos jornalistas. Em declarações à N-TV, a mãe de Jessica, que está nomeada -, abordou a dura discussão com Carina, que deu que falar durante vários dias, pela violência nas palavras da jovem: “Senti-me humilhada, nunca tinha sido tão ofendida na vida! Não achei que o castigo que lhe deram tenha sido duro, talvez uma nomeação fosse”.

Quanto à sua saída, com apenas três semanas do programa decorridas, Sandra comenta: “Acho que não falhei em nada. Fiz o meu melhor mas, sim, a saída foi precoce. O grupo fechou-se sempre e não abriu sequer uma brecha para eu entrar”.

A ex-participante começou isolada no “bunker”, fora da casa, e, se não fosse assim, o jogo talvez tivesse sido diferente. “Sem dúvida. Se entrasse logo teria sido outra coisa, conhecia os concorrentes desde o início. Assim, por vezes, senti-me ‘persona non grata’ no grupo”.

Quanto à relação, distante, com a filha, Jéssica, dentro da mansão da Ericeira, tem uma explicação: “Combinámos assim. Queríamos ser concorrentes separadas, distintas”.

As saudades do marido, Pedro, que também esteve nesta entrevista por Zoom, foram muitas.

“Senti mesmo muitas saudades dele. Somos um casal muito feliz. Estamos sempre muito unidos”.

A concorrente expulsa neste domingo abordou, finalmente, a notícia de que seria proprietária de bares de alterne. “Fartei-me de rir com isso”, diz, à despedida.