Centenas despedem-se de Carlos do Carmo ao som de “Lisboa Menina e Moça”

Carlos do Carmo
Filipa Bernardo/ Global Imagens

Centenas de pessoas despediram se esta tarde de Carlos do Carmo ao som de um dos êxitos do fadista, “Lisboa Menina e Moça”, tocados a guitarra a medida que a urna saia da Basílica da Estrela e entoados pela população quando entrou no carro funerário rumo ao cemitério.

“Obrigado, Carlos” ouviu-se, entre a música e os aplausos, num momento emocionante testemunhado pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e pelo primeiro-ministro, António Costa.

A mulher de Carlos do Carmo, Judite, foi amparada pela família e saiu a frente da urna tapada com a bandeira de Portugal e cachecóis do Belenenses, o clube de sempre do artista que morreu no passado dia 1 de janeiro vítima de um aneurisma no Hospital de Santa Maria, em Lisboa.