De Niro, Anne Hathaway e Pink vão ter estrela no Passeio da Fama em 2019. Conheça a lista completa

Já são conhecidos os artistas que, em 2019, vão ser imortalizados no Passeio da Fama de Hollywood. Além de Robert De Niro, Anne Hathaway e Pink, também Daniel Craig, Michael Bublé, Lupita Nyong’o ou Guillermo del Toro vão receber uma estrela.

O The Hollywood Chamber of Commerce, o comité responsável pela eleição dos nomes que, todos os anos, são distinguidos com uma estrela no Passeio da Fama, anunciou no início da semana a lista de escolhidos para 2019. Os eleitos integram as categorias de cinema, televisão, música e teatro e performance.

No cinema, os atores Alan Arkin, Kristen Bell, Daniel Craig, Robert De Niro, Anne Hathaway, Lupita Nyong’o, Tyler Perry, Gena Rowlands e o realizador Guillermo del Toro foram os escolhidos e vão ter o seu nome gravado na avenida Hollywood Boulevard a partir do próximo ano.

Na categoria de televisão, vão ser distinguidos os atores Candice Bergen, Terrence Howard, Stacy Keach, Lucy Liu, Mandy Moore e Dianne Wiest, os desenhos animados Alvin e os Esquilos, a personalidade televisiva Guy Fieri, os produtores Sid e Marty Krofft e a autora e apresentadora de programas de culinária Julia Child, homenageada a título póstumo.

No que à música diz respeito, os artistas e bandas agraciados com a famosa estrela são Michael Bublé, Cypress Hill, The Lettermen, Faith Hill, Tommy Mottola, Pink, Teddy Riley, Trio: Dolly Parton, Linda Ronstadt, Emmylou Harris e ainda Jackie Wilson, este último também a título póstumo.

Por fim, na categoria de teatro e performance, Cedric the Entertainer, Judith Light, Paul Sorvino e Idina Menzel, atriz e voz do tema “Let It Go”, do filme de animação “Frozen”, foram os distinguidos.

A escolha das figuras é feita com base em critérios como a longevidade da carreira, a realização profissional e as contribuições para com a comunidade. As datas das cerimónias em que os artistas recebem as estrelas ainda não foram agendadas, sendo que os premiados têm dois anos para o fazer. Após esse período, a distinção expira.

TEXTO: João Manuel Farinha