Ele viu a morte à frente. João Catarré recorda incidente que quase lhe tirou a vida

Em dia de confissões no “Alta Definição”, o ator recordou, pela primeira vez, um episódio traumático: quase perdeu a vida num choque com um autocarro, depois de uma presença até às tantas.

João Catarré foi neste sábado o convidado de Daniel Oliveira no “Alta Definição”. Numa conversa intimista com o diretor de Programas da estação, o ator, que é conhecido por se resguardar em relação à sua vida privada, confessou que, nos primeiros tempos da profissão e na altura de algum excesso de trabalho, quase perdeu a vida ao volante.

Foi numa altura em que, no início de carreira, se multiplicava em presenças em discotecas para assegurar mais dinheiro, mas o cansaço acumulado numa dessas noites quase acabou por ser fatal para o intérprete que a SIC foi buscar recentemente à TVI.

“Adormeci ao volante. Lembro-me de estar a conduzir e de ver um ponto vermelho. Quando acordei, estava um autocarro à minha frente”, lembrou João Catarré.

“Andei com o meu carro quase a raspar no autocarro, com passageiros, ainda por cima. Ele entrou em despiste e eu fui ao rail central. Consegui controlar o carro, felizmente”, acrescentou o ator, emocionado.

Na altura, João Catarré acabou num pranto. “Encostei o carro e desatei a chorar. Porque não era só a minha vida, era a vida daquelas pessoas todas que iam no autocarro”.

E acabaram-se as presenças: “Nunca mais fiz uma presença na vida e dificilmente farei”, rematou o ator, que começou a fazer as noitadas quando começou a carreira, nos “Morangos com Açúcar” (TVI).

João Catarré falou, também, da filha Francisca, de três anos, fruto da relação com a atriz Sandra Santos, de quem se separou.

“Quando houve a separação parecia que me estavam a arrancar um bocado”, confessou o intérprete.

O ator abordou, em seguida, aquela que é o “amor” da sua vida: “Eu e a minha filha acordamos e vamos ao café de pijama!”, garantiu.

TEXTO: Rui Pedro Pereira

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.