Ex-companheiro de George Michael preso após destruir casa do cantor

Com a morte de George Michael, Fadi Fawaz foi forçado a abandonar a habitação do cantor acabando por ser preso depois de, alegadamente, destruir a mesma.

De acordo com o ex-companheiro de George Michael, o artista, que morreu em 2016, aos 53 anos, permitiu que este permanecesse na casa o tempo que quisesse. No entanto, a família do músico não é da mesma opinião, uma vez que o nome de Fadi não consta no testamento.

A denuncia foi realizada pelos vizinhos após ouvirem barulhos que vinham dentro da mansão, em Londres, no Reino Unido, e verem um homem no telhado, segundo a imprensa internacional.

As autoridades prenderam o australiano assim que chegaram ao local, após encontrarem a residência completamente vandalizada.

TEXTO: Mariana Capante

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.