Gagliasso e Ewbank contam como conheceram a filha

TEXTO: Ana Filipe Silveira

Em entrevista à revista “Marie Claire Brasil”, Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank falaram sobre o primeiro encontro com a filha adotiva. O casal admite que está a viver um dos momentos mais felizes das suas vidas.

Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank falaram sobre o momento em que conheceram a filha adotiva, Titi, de três anos. O casal contou como conheceu a filha numa viagem ao Malawi e admitiram que estão a viver um dos momentos mais felizes das suas vidas.

Giovanna Ewbank começou por admitir que apesar de nunca ter tido vontade de ser mãe, mudou de ideias assim que conheceu Titi. “É muito difícil explicar o que senti. Até então, não tinha vontade de ter filhos, nem biológicos nem adotivos. Achava que não estava preparada para ser mãe. Porém, quando abracei a Titi, foi como se nos tivéssemos reencontrado, como se Deus me tivesse mandado ali para reencontrar a minha filha”, contou.

Já Bruno Gagliasso afirmou: “Foi um reencontro com a minha filha, que sempre foi nossa, só estava à espera que chegássemos.”

Durante o processo de adoção de Titi, Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank viajaram até África cerca de dez vezes, durante um ano e meio, mas optaram sempre por manter o sigilo.

Já para concluir o processo de adopção, o casal de atores foi obrigado a viver na capital do Malawi, Lilongwe, durante cerca de três meses. No entanto, afirmam que essa fase foi muito positiva. “Alugámos uma casa e vivemos dias deliciosos. Foi quase uma licença de maternidade”, disse a atriz.

Apesar da felicidade com que vivem hoje, Bruno e Giovanna assumem que houve fases menos boas no processo de adoção. “A nossa filha já fazia parte de nós, mas ainda não morava connosco. Lutámos por ela mais de um ano e sempre sem saber o que estaria por vir, uma agonia sem fim…”, referiu.

Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank, casados há oito anos, adotaram a filha Titi em julho de 2016.