Guida Maria/Óbito. As imagens de 60 anos dedicados à representação

A atriz Guida Maria morreu esta terça-feira. Tinha 67 anos, 60 deles dedicados à representação. Fez cinema e televisão mas foi no teatro que se destacou.

Guida Maria era filha do ator Luís Cerqueira e desde cedo percebeu que a sua vida passava pelas artes. Com sete anos estreou-se no Teatro da Trindade, na peça “Fogo de Vista”, e aos 12 desempenhou o primeiro grande papel em “O Milagre de Anne Sullivan”, com encenação de Luís de Sttau Monteiro, na qual interpretou uma criança cega, surda e muda.

Formou-se na Escola de Teatro do Conservatório Nacional e na American Academy of Dramatic Arts, em Nova Iorque, bem como workshops no Actor’s Studio. A atriz participou em cerca de 40 peças de teatro, tais como “Os monólogos da vagina”, “A mãe”, “Auto da geração humana”, “A casa de Bernarda Alba” e “Sexo? Sim, mas com orgasmo”.

Em televisão, integrou o elenco de novelas da TVI como “Olhos de Água”, “Tudo por Amor” e “Baía das Mulheres” e de séries como “Cobardia” ou “A Grande Mentira”, ambas da RTP1. No cinema, os filmes “O Barão de Altamira”, de Artur Semedo, ou “No Dia dos Anos Meus Anos”, de João Botelho, foram alguns dos projetos de que fez parte.

Guida Maria tinha dois filhos, Pedro Daniel e a também atriz Julie Sergeant, fruto da relação com o músico Mike Sergeant.

TEXTO: João Farinha