Agressão sexual. Harvey Weinstein pondera entregar-se às autoridades esta sexta-feira

O produtor cinematográfico pode entregar-se à polícia nas próximas horas e enfrentar as acusações de agressão sexual. A informação está a ser avançada pela imprensa norte-americana, que diz ter obtido a informação junto das autoridades policiais.

Pode estar para breve a rendição de Harvey Weinstein junto da polícia de Nova Iorque. Segundo informações recolhidas pelo site TMZ junto das autoridades nova-iorquinas, o produtor está pronto para se entregar e responder pela acusação de agressão sexual.

Apesar de ter sido denunciado por assédio e abuso sexual a dezenas de mulheres, na sua grande maioria atrizes, desconhece-se o número de crimes pelo qual será formalmente acusado. De acordo com informações a que o TMZ teve acesso, terá sido a denúncia de Lucia Evans a a dar origem a esta acusação. Recorde-se que a atriz alega que Weinstein a forçou a fazer-lhe sexo oral, um episódio que remonta ao ano de 2004.

Desde que se deu o escândalo de assédio e abuso sexual em que se viu envolvido, Harvey Weinstein afastou-se por completo do meio cinematográfico. O produtor submeteu-se a um tratamento de reabilitação numa clínica no estado do Arizona, da qual já terá saído. O TMZ fotografou-o esta quarta-feira num restaurante de Malibu, na Califórnia, o que dá força à teoria de que está a preparar a sua rendição.

TEXTO: João Manuel Farinha