Já há acordo. Ronaldo aceita dois anos de prisão com pena suspensa e paga 18,8 milhões ao fisco espanhol

Cristiano Ronaldo chegou a acordo com o fisco espanhol para regularizar a sua situação fiscal. O jogador terá aceitado dois anos de prisão com pena suspensa e ainda o pagamento de 18,8 milhões. 5,7 milhões relativos aos impostos que não pagou e o restante em multas.

A batalha judicial entre a autoridade tributária espanhola e Cristiano Ronaldo estará prestes a chegar ao fim. De acordo com o jornal “El Mundo”, o craque madeirense reconhece quatro delitos fiscais cometidos entre 2011 e 2014, aceita uma pena de dois anos de prisão com pena suspensa (seis meses por cada crime) e reembolsa o fisco em 18,8 milhões de euros.

Inicialmente, o fisco havia determinado que Cristiano Ronaldo não tinha pagado 14,7 milhões de euros em impostos mas a defesa do internacional português conseguiu baixar o valor para 5,7 milhões. A diferença entre esse valor e o total (18,8 milhões) diz respeito a multas e juros de penalização.

O acordo só ainda não é oficial, escreve o “El Mundo”, porque falta a assinatura do diretor da Agência Tributária de Espanha, que ainda não foi nomeado pelo novo governo espanhol. Recorde-se que o capitão da seleção portuguesa estava acusado de ter criado empresas na Irlanda e nas Ilhas Virgens britânicas para não declarar ao fisco espanhol os rendimentos provenientes dos direitos de imagem entre os anos de 2011 e 2014.

TEXTO: João Manuel Farinha