Jorge Guerreiro: “Acho que as pessoas gostam mesmo de mim”

Jorge Guerreiro
Fotografia: Instagram Jorge Guerreiro

Com o verão completamente esgotado a nível de espetáculos, o artista conta como o público o adora. Próximo projeto pode passar por uma novela, “numa personagem ou como Jorge Guerreiro”.

Depois de uma pandemia de dois anos, Jorge Guerreiro está de volta aos espetáculos ao vivo, com grandes êxitos como “Vai Malandra Vai” ou “Vou Alugar um Quarto”. A participação no “Big Brother”, da TVI, deu ao artista uma visibilidade maior junto do público e, agora, os concertos de verão estão esgotados. Inclusivamente, o artista, natural do Cacém, chega a dar dois concertos por dia.

“Juntos em julho? Qual não vais perder? Diz aí nos comentários”, desafiou o cantor, recentemente, no perfil de Instagram. A amiga Leonor Poeiras, próxima do artista, não hesitou a comentar: “Inacreditável!”

“Não vou falar de admiração, porque pode ser um bocado de soberba da minha parte, mas acho mesmo que tenho tantos concertos porque as pessoas gostam de mim”, começa por referir Jorge Guerreiro ao JN, à margem de mais uma atuação nos estúdios da TVI.

“Os fãs querem um abraço, eu gosto de abraços, portanto juntamos o útil ao agradável. É uma transmissão de energia incrível e sou um felizardo por ter tanta gente que está comigo, é a melhor fase da minha vida profissional, garantidamente”, avança.

Depois do sucesso do “reality show” da TVI, o cantor garante que mantém o contacto com os ex-residentes. “Mantenho um contacto com toda a gente. Tivemos um jantar de finalistas onde fui eu, o Jardel, a Catarina, a Marta e o Kasha e foi super-engraçado. Depois, desde que saí da casa, a realidade é que nem mesmo para a minha família e amigos mais próximos consigo arranjar algum tempo. Então, tento gerir como posso”.

Ao contrário de Bruna Gomes, que entrou, pela segunda vez, num espaço de minutos, na “casa mais vigiada do país”, Jorge Guerreiro não se imagina numa aventura idêntica à da influenciadora digital brasileira. “Não era capaz de voltar logo a seguir ao programa, como fez a Bruna, porque preciso do meu tempo. Percebo a opção dela, fez muito bem, era o feeling que tinha. Agora eu precisava do meu timing para descansar e, confesso, já tinha saudades da minha mãe!”

Depois de uma curta participação num arraial da novela da tarde da TVI “Rua das Flores”, o ator popular não descarta a integração num projeto que possa ser mais duradouro na ficção nacional. “Se me convidassem para uma novela claro que fazia, então não? Para interpretar o que fosse preciso, era capaz de ser uma aventura gira, não desfazendo o trabalho dos verdadeiros atores”, diz, cauteloso.

“Existem profissionais maravilhosos e não quero roubar o lugar a ninguém, mas se surgir um convite para uma participação com uma personagem ou como Jorge Guerreiro acho que arrisco”.

A música continua em primeiro lugar, assegura. “Tentava conciliar com a música, não ia fechar as portas, mas não garanto é que o desempenho fosse exímio. Isso aí deixo para quem ver, para avaliar”, diz Jorge Guerreiro, a concluir.