Juntos em filme, Nick Cannon defende Chris Brown e fala de discriminação racial em Hollywood

Nick Cannon saiu em defesa de Chris Brown, criticado pelo seu histórico de violência doméstica. O ator e apresentador vai fazer um filme com o músico e afirma que brancos e negros são tratados de maneira distinta.

Nick Cannon foi questionado pelo site TMZ acerca das críticas feitas a Chris Brown, condenado por agredir Rihanna no passado, por ter sido escolhido para entrar no filme “She Ball”, em que Cannon será protagonista. O ex-apresentador do “America’s Got Talent”, da NBC, questionou o porquê de atores brancos com histórico de violência doméstica não serem criticados.

“Porque é que haviam de odiar (o Chris Brown)? E o Sean Penn? Alguém o odiou a ele ou aos filmes que ele fez?” Disse, relembrando que Sean Penn foi várias vezes acusado de agredir Madonna, com quem foi casado, embora a cantora diga que nunca foi agredida.

Quando lhe perguntaram se existe diferença de tratamento entre atores, o ex-marido da cantora Mariah Carey foi perentório: “Claro que há dois pesos e duas medidas. Sempre que podem, transformam os negros em monstros.”

De acordo com a imprensa internacional, Nick Cannon, de 37 anos, vai ser o protagonista do filme “She Ball”, que conta a história de uma equipa de basquetebol feminina, formada pela sua personagem.

TEXTO: João Farinha