Depois de Marcelo, Costa. Maria Vieira chama “cretino comunista” ao primeiro-ministro

Depois das duras críticas endereçadas a Marcelo Rebelo de Sousa, no início do mês de julho, Maria Vieira voltou a recorrer às redes sociais para opinar, uma vez mais, sobre a classe política portuguesa.

A “Parrachita”, como é popularmente conhecida, voltou a usufruir da liberdade de expressão para dizer o que pensa. Desta vez, o alvo foi António Costa. A atriz de 60 anos chamou o primeiro-ministro de “cretino comunista”, em resposta à publicação de um utilizador do Facebook que fazia referência às recentes declarações do líder do PS sobre à contabilização das vítimas mortais do incêndio que deflagrou em Pedrógão Grande, Leiria.

Fotografia: Facebook

António Costa soma-se ao grupo de pessoas que já foram criticadas pela intérprete sexagenária. Salvador Sobral, Marcelo Rebelo de Sousa, Dolores Aveiro, Diogo Morgado e mais recentemente Eduardo Madeira já recolheram opiniões menos favoráveis. O humorista foi o único, até hoje, a responder às críticas de Maria Vieira e fê-lo, aliás, muito ao seu estilo.

TEXTO: Alexandre Oliveira Vaz