Morreu o produtor de “Titanic” e “Avatar” Jon Landau

Jon Landau morreu aos 63 anos
[Fotografia: Michael Tran / AFP]

O produtor cinematográfico vencedor de um Oscar com o filme “Titanic”, Jon Landau, morreu este fim de semana, aos 63 anos, anunciou a Disney Entertainment sem adiantar a causa da morte.

Landau trabalhou de perto com o realizador James Cameron, não só em “Titanic”, mas também em “Avatar”.

“Jon era um visionário cujo extraordinário talento e paixão deram vida a algumas das mais extraordinárias histórias no grande ecrã. O seu contributo notável para a indústria cinematográfica deixa uma marca indelével e a sua falta será profundamente sentida. Era um produtor icónico e de sucesso, e ainda melhor pessoa, uma verdadeira força da natureza que inspirou todos à sua volta”, disse Alan Bergman, co-presidente da Disney Entertainment.

A parceria de Landau com Cameron levou-o a três nomeações para os Oscars, os prémios da academia de cinema norte-americana, considerados os mais importantes da indústria. Ganhou um, em 1997, com o sucesso de bilheteira em todo o mundo “Titanic”.

A dupla assinou alguns dos maiores “blockbusters” na história do cinema, incluindo “Avatar” e a sua sequela “Avatar: O Caminho da Água”.

A carreira de Landau começou na década de 80 do século passado, como gestor de produção, subindo gradualmente na carreira até chegar a produtor em “Titanic”, o épico dispendioso de James Cameron sobre o histórico naufrágio do maior navio de passageiros à época do desastre, em 1912.

A aposta compensou, com o filme a transformar-se no primeiro a ultrapassar a barreira dos mil milhões de dólares em receitas de bilheteira, conquistando 11 Oscars, incluindo melhor filme.

“Não sei representar, não sei compor, não sei fazer efeitos visuais. Deve ser por isso que sou produtor”, disse Landau, no momento em que aceitou o Oscar com James Cameron.

LUSA