Musa de Pedro Almodóvar recebe em Lisboa o Troféu Internacional Artes Cénicas Finalmente Club

A atriz espanhola Rossy de Palma recebe este sábado, em Lisboa, o Troféu Internacional Artes Cénicas Finalmente Club, numa cerimónia que conta com a presença do secretário de Estado da Cultura e do presidente da Câmara de Lisboa.

Além de Miguel Honrado, secretário de Estado da Cultura, e de Fernando Medina, presidente da Câmara de Lisboa, na cerimónia, que tem lugar no Finalmente Club, às 19.30, participam ainda o vereador da Educação, Saúde, Direitos Sociais e Cidadania da Câmara de Lisboa, Ricardo Robles, bem como o primeiro vencedor deste troféu, no ano passado, o apresentador Herman José, e o embaixador do galardão, o ator transformista Fernando Santos, “Deborah Krystall”.

“Iconicamente transformada numa das musas LGBTI [Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Intersexuais] internacional”, Rossy de Palma recebe o galardão na sua segunda edição, anunciou o clube noturno situado no Príncipe Real, em Lisboa.

De acordo com o Finalmente Club, que celebra 41 anos, a intenção a atribuição do galardão faz “jus a todas as mulheres e homens que se dedicam à arte de se dar aos outros com talento performativo, corpo, voz e presença: Arte do Palco”.

Rossy de Palma, de 53 anos, é considerada uma das musas do realizador espanhol Pedro Almodóvar, que a descobriu na década de 1980 e a levou para filmes como “A lei do desejo” (1987), “Mulheres à beira de um ataque de nervos” (1988), “Ata-me” (1989), “A flor do meu segredo” (1995) e, mais recentemente, “Julieta” (2016).

A atriz foi também modelo dos estilistas de moda Jean-Paul Gaultier e Thierry Mugler e já trabalhou com outros realizadores, como Robert Altman, Patrice Leconte, Álex de La Iglesia e Terry Gilliam, no filme “O homem que matou D. Quixote”.

TEXTO: Lusa