Namorada de Anthony Bourdain já reagiu ao suicídio do chef. “Ele deu tudo de si em tudo o que fez”

A atriz Asia Argento já reagiu publicamente à morte do seu namorado, Anthony Bourdain. A italiana diz sentir-se “mais do que devastada” e destacou o “brilhante e destemido espírito” do famoso chef de cozinha.

“O Anthony deu tudo de si em tudo o que fez.” Foi assim que Asia Argento, de 42 anos, começou por comentar o desaparecimento físico de Anthony Bourdain, encontrado morto esta sexta-feira, depois de ter cometido suicídio por enforcamento.

Numa mensagem partilhada na rede social Twitter, a atriz italiana sublinhou o “brilhante e destemido espírito” do chef, que “tocou e inspirou muita gente”. “A sua generosidade não conheceu limites. Ele era o meu amor, o meu porto de abrigo, o meu protetor”, apontou ainda a namorada do também apresentador de televisão.

Argento diz sentir-se “mais do que devastada” com a morte de Bourdain, pedindo, por isso, “respeito pela privacidade” dela e da família da estrela norte-americana, a quem envia as suas condolências.

Os dois mantinham uma relação amorosa desde 2016, mas poderiam estar em processo de separação.

Segundo relata a imprensa internacional, a atriz partilhou uma mensagem enigmática no seu perfil de Instagram duas horas antes do anúncio da morte de Bourdain. O alvo seria o chef de cozinha.

Na imagem, Asia vestia uma camisola com uma imagem de um dos ídolos do namorado, o músico Sid Vicious, e a frase “F*** everyone” (“F****-se todos”, em português). Na legenda, escreveu: “Tu sabes quem tu és”. A publicação foi eliminada logo após ter sido noticiado o suicídio do cozinheiro.

O jornal “Daily Mail” sustenta ainda a separação entre os dois avançando que a atriz foi fotografada em clima de cumplicidade nas ruas de Roma, na passada segunda-feira, com o jornalista Hugo Clement.

Chef deixa filha menor

Anthony Bourdain, de 61 anos, encontrava-se em França a trabalhar num programa de televisão sobre Estrasburgo e foi encontrado sem vida num quarto de hotel pelo chef francês e seu amigo Eric Ripert.

A CNN, para o qual Bourdain trabalhava, foi o primeiro órgão de comunicação social a avançar com a notícia da sua morte, emitindo um comunicado no qual adiantava que o chef tinha colocado um ponto final na sua vida. Esta informação foi, mais tarde, confirmada pelo ministério público da localidade francesa de Colmar.

O cozinheiro deixa uma filha, Ariane, nascida em 2007, fruto do seu segundo matrimónio, com Ottavia Busia. Separaram-se em 2016, após nove anos de relação. Antes, Bourdain tinha sido casado com Nancy Putkoski.

TEXTO: Dúlio Silva