O dia em que Snoop Dogg imaginou posar ao lado do cadáver de Donald Trump

O rapper norte-americano partilhou nas redes sociais uma imagem que poderia servir para a capa do seu novo disco, “Make America Crip Again”. Arrependeu-se e acabou por apagar a publicação, mas não sem que esta tivesse já começado a correr o espaço cibernético.

Era a sugestão de Snoop Dogg para uma capa alternativa à escolhida para o seu mais recente álbum: o corpo do presidente dos Estados Unidos, identificado com uma etiqueta agarrada a um dos pés e na qual se lia “Trump”.

A imagem é a mesma que em 1991 Ice Cube quis para ilustrar o álbum “Death Certificate”. Neste caso, a etiqueta agarrada ao corpo tinha o nome Uncle Sam, a personificação dos EUA e um dos símbolos do país mais famosos do mundo. Esta capa foi na época banida.

O rapper, de completou 46 anos em outubro, partilhou-a com os seus seguidores no Instagram, mas acabou por recuar e eliminar a publicação. Já não foi, no entanto, a tempo de esta ter sido copiada e replicada em outros perfis na mesma rede social.

Veja as duas capas na galeria acima.

“Make America Crip Again”, um trocadilho com o slogan “Make America Great Again”, usada pelo presidente dos EUA aquando da campanha eleitoral, o 16º álbum de estúdio de Snoop Dogg, uma das vozes mais críticas de Donald Trump.

TEXTO: Ana Filipe Silveira