O novelo não tem fim? Realizador Franco Zeffirelli acusado por ator de abuso sexual

Johnathon Schaech acusou o conhecido realizador italiano de abuso sexual. Tudo terá acontecido durante as filmagens de “Sparrow”, em 1992, quando o ator tinha apenas 22 anos.

Um novo escândalo foi revelado no mundo de Hollywood, desta vez envolvendo o famoso cineasta Franco Zeffirelli, atualmente com 94 anos. A acusação parte de Johnathon Schaech, ator que ficou conhecido pela participação em filmes como “Tudo por um Sonho”, “Prom Night” e “Quarentena”.

Apesar do caso remeter já para o ano de 1992, altura em que tinha ainda 22 anos, Schaech tomou só agora a decisão de contar o pesadelo que diz ter vivido. O ator relembra a situação por que terá passado logo no início da sua carreira.

“Eu estava em Los Angeles há uns três anos a fazer alguns trabalhos como modelo e a estudar representação com Roy London quando consegui uma audição para um dos filmes de Franco Zeffirelli, “Sparrow”. Ele era um realizador icónico”, recordou em entrevista à revista “People”.

Entusiasmado com a grande oportunidade que tinha surgido, Schaech fez uma série de castings até que conseguiu o papel. Mas a experiência não correu como esperava.

O ator conta que, durante as filmagens, o realizador começou por tentar seduzi-lo com palavras carinhosas e elogios, não passando um dia sem insistir pela sua atenção. Schaech sabia que tinha de se afastar, mas as coisas começaram a ficar fora do controlo.

“Quando Franco bebia, ele bebia muito, e tornava-se agressivo e abusivo. Não só comigo”, recordou.

Numa noite, Franco Zeffirelli entrou no quarto de hotel de Johnathon, sem que este se apercebesse. Quando acordou, deparou-se com o realizador de pé, ao lado da sua cama.

“Ele deitou-se ao meu lado. Houve um momento em que lhe disse “não”, mas ele respondeu: “Nós precisamos de fazer isto”, conta o ator, “Pôs as mãos em sítios que eu mal podia imaginar e fez coisas das quais não estou orgulhoso”.

Johnathon revelou ainda que Franco tentou fazer sexo oral, mas acabou por não conseguir. Foram “momentos de terror” que terá passado e que manteve em segredo durante 25 anos.

TEXTO: Soraia Pires