Presidente do concurso Miss América renuncia ao cargo após escândalo com e-mails

Betty Cantrell, Miss America 2016. Fotografia: Mark Makela/Reuters

O presidente executivo da Miss America Organization, Sam Haskell, renunciou este sábado ao cargo na sequência de um escândalo relacionado com e-mails depreciativos sobre a vida pessoal das misses.

A agência noticiosa Associated Press assinala que a demissão do presidente executivo da organização que promove o concurso ocorre um depois de Sam Haskell ter sido suspenso daquela organização.

Também este sábado, resignaram ao cargo
o presidente da Miss America Organization,
Josh Randle, e o presidente do conselho
de administração, Lynn Weidner.

As renúncias surgem após dezenas de antigas Miss America terem assinado uma petição a exigir a demissão do presidente executivo, Sam Haskell, e de outros dirigentes da organização que promove o concurso.

Em causa está a divulgação de mensagens
eletrónicas em que as misses são
gozadas e insultadas.

O jornal “Huffington Post” noticiou na quinta-feira a existência de várias mensagens eletrónicas do presidente executivo e dirigidas a este, em que se faziam referências depreciativas às suas aparências, capacidades intelectuais e vidas sexuais.

Uma das signatárias foi Betty Cantrell, Miss America 2016, que disse à agência noticiosa Associated Press que teve de suportar “esta liderança misógina” durante um ano, acrescentando que estava satisfeita por a verdade ter vindo a público.

Depois da divulgação dos ‘e-mails’, o presidente executivo, Sam Haskell, e outros dirigentes apresentaram um pedido de desculpas na quinta-feira à noite.

TEXTO: Lusa