Quem disse que uma ventríloqua de 12 anos não podia vencer o “America’s Got Talent”?

Desde a primeira audição que conquistou os jurados do programa “America’s Got Talent”. Aos 12 anos, Darci Lynne sagrou-se vencedora do programa de caça-talentos da NBC.

A primeira audição de Lynne valeu-lhe a passagem às galas ao vivo, depois de Mel B ter carregado no botão dourado que dá aos concorrentes acesso direto às mesmas sem terem de passar pelas fases intermediárias do concurso televisivo. Depois de mostrar as suas capacidades como ventríloqua e cantora na primeira final do programa emitido pela NBC, os espectadores votaram no seu concorrente preferido. O veredicto deu à rapariga de 12 anos a vitória.

Bastaram-lhe três atuações. E se na primeira atuação a coelha Petúnia tinha feito com que Mel B carregasse no botão dourado, da segunda vez foi a vez de o rato Óscar a brilhar.

Na terceira e última, os dois bonecos foram as estrelas. Tudo começou com uma discussão, acabando os dois a cantar o tema “With a Little Help From My Friends”, dos Beatles, recebendo um enorme aplauso dos jurados Simon Cowell, Mel B, Heidi Klum e Howie Mandel.

A carregar vídeo...

“Óscar, o teu problema é que ela (Mel B) é humana e tu és um rato”, disse Darci Lynne ao boneco, que retorquiu: “Não pensei que isso fosse um problema, a Heidi (Klum) foi casada com uma foca (Seal)”, numa referência ao nome do ex-marido da modelo alemã.

A carregar vídeo...

Comédia e talento vocal. Foi assim que a rapariga de 12 anos venceu a 12ª edição do “America’s Got Talent”, que foi apresentado por Tyra Banks.

TEXTO: Ana Filipe Silveira