Robin Wright quebra o silêncio e fala pela primeira vez de Kevin Spacey: “Nunca me faltou ao respeito”

Robin Wright, com quem Kevin Spacey contracenou na série “House of Cards”, falou pela primeira vez da sua relação com o ator. A atriz diz não ter nada a apontar ao colega e que apenas o conhecia no contexto das gravações.

Oito meses depois de Kevin Spacey ter sido acusado de assédio sexual e, consequentemente, de ter sido afastado da série “House of Cards”, da Netflix, Robin Wright falou pela primeira vez da sua relação com o ator. Em entrevista ao programa “Today Show”, da NBC, a intérprete disse que não convivia com Spacey fora do cenário de gravações e que nada tem a apontar ao ator.

“Éramos colegas, nunca socializámos fora do trabalho”, disse, em resposta à jornalista que lhe havia perguntado se alguma vez tinha tido indícios de que Spacey tinha comportamentos impróprios junto de colegas.

“Tínhamos uma relação profissional, ele foi sempre fantástico para mim e nunca me faltou ao respeito. (…) Eu e o Kevin conhecíamo-nos entre a ação e o corte e nos intervalos, onde brincávamos. Não conhecia o homem”, acrescentou.

Robin Wright e Kevin Spacey não voltaram a falar desde que o ator foi afastado da série e a atriz diz mesmo que não sabe como pode entrar em contacto com ele. Quanto à decisão tomada pela Netflix, Wright mostrou-se compreensiva: “Não sei como comentar isso, mas creio que o choque foi tão grande na altura que toda gente sentiu que era melhor ele afastar-se.”

A carregar vídeo...

Robin Wright vai protagonizar a sexta e última temporada de “House of Cards”, que deverá ser disponibilizada na plataforma de “streaming” ainda durante este ano.

Recorde-se que o afastamento de Spacey se deveu a uma acusação do ator Anthony Rapp, que alega ter sido assediado sexualmente pelo colega quando tinha 14 anos. Kevin Spacey disse não se recordar do episódio mas admitiu que o mesmo possa ter acontecido, pedindo desculpa ao visado.

TEXTO: João Manuel Farinha