Sara Sampaio ataca André Ventura e é arrasada nas redes sociais

Sara Sampaio
Fotografia: Instagram Sara Sampaio

Um comício do partido Chega, de André Ventura, em Leça da Palmeira, chamou a atenção da manequim, que escreveu que “os fascistas saíram todos da toca”. Muitos seguidores reagiram e a manequim lamenta ter sido chamada de “pega”.

Uma crítica feroz no Twitter que acabou por ter o efeito “boomerang” e virou-se contra a própria manequim portuense. Aparentando estar em Portugal por estes dias, Sara Sampaio lamentou um comício do Chega na zona de Leça da Palmeira e atacou o partido do candidato presidencial André Ventura no Twitter.

“Ontem à noite cheirava muito a mer… aqui perto de minha casa. Já percebi porquê, houve um comício do Chega aqui ao lado”, escreveu a modelo da Victoria’s Secret nas redes sociais, ao mesmo tempo que apelidava de “nojo” o gesto em que André Ventura é acusado de fazer a saudação nazi numa fotografia.

As críticas de muitos internautas começaram a encher o “feed” da manequim, que relatou o contra-ataque de que foi alvo. “Bem, os fascistas, machistas, racistas, etc, saíram todos da toca. Parece que ofendi muitos egos de mer… aqui. Se a carapuça serve”, reagiu Sara Sampaio, que particularizou as críticas das quais foi alvo: “Uns mandaram-me de volta para a cozinha, outros para me dedicar só à moda, uns até me chamaram de pega…Podem chamar-me o que quiserem”, desvalorizou, para acrescentar: “Eu continuo a ter o direito à minha opinião e vocês não deixam de ser uma vergonha, gente!”

A mulher portuguesa com mais seguidores no Twitter – 892 mil -, foi ainda acusada por alguns internautas de ser “ressabiada”, ou de ter “um corpinho esquelético”.

Entretanto, e à margem da polémica com o Chega, Sara Sampaio confirmou, no perfil de Instagram, durante uma conversa com seguidores, o final da relação com o empresário Oliver Ripley. “Muitas perguntas sobre isto, mas é verdade, estou solteira”.