“Tem a mania que é bom e bonito”. José Cid afasta fã ao empurrão [vídeo]

Um vídeo amador que está a correr a Internet desde o início da semana colocou José Cid nas bocas do mundo. Durante uma atuação musical, o experiente cantor empurrou uma admiradora que tinha chegado perto de si.

O artista, de 76 anos, está a ser alvo de críticas dos internautas por ter tido uma atitude brusca com um fã. Enquanto cantava a canção “Um Grande, Grande Amor”, José Cid afastou com o braço uma mulher que se tinha encostado.

Um verdadeiro “chega para lá”, ou, fazendo justiça à letra da canção que Cid interpretava na altura, um musculado… “Addio, adieu, aufwiedersehen, goodbye”.

No filme, publicado terça-feira pelo site da revista “Sábado”, e partilhado posteriormente por outros sites, pode ver-se que a mulher, que está a usar um vestido branco, aproxima-se do cantor para que lhe tirem uma fotografia, mas acaba por se afastar ao gesto de Cid, enquanto o compositor português continua a cantar e a tocar piano.

Veja o vídeo insólito aqui:

A carregar vídeo...

Em todas as redes sociais em que o vídeo foi divulgado, existem críticas ao comportamento de José Cid. “Nunca gostei dele. Tem a mania que é bom e bonito”, “É uma besta que se julga cavalo” e “José Cid é um nojo de gente” são alguns dos exemplos que foram encontrados.

O vídeo, de origem anónima, não permite perceber o local onde as imagens foram captadas. A informação que acompanha a publicação original é escassa, ficando por se saber se o acontecimento é recente ou foi agora repescado mediaticamente, como muitas vezes acontece na Internet.

TEXTO: Tiago Firmino