TVI foi o canal que mais cresceu em abril

TVI
Fotografia: Instgram TVI

A TVI fechou o mês de abril com uma quota de 13,8% no dia e de 17,7% no “prime time” segundo dados da CAEM/GFK.

Com este resultado, a estação de Queluz foi o canal generalista que registou o maior crescimento face ao mês passado, tanto no total dia como no “prime time”.

A novela “Quer o Destino” protagonizada por Sara Barradas e Filipe Vargas, tem cativado uma audiência média superior a 1 milhão e 110 mil espectadores. No sábado, dia 25 de abril, a trama dos quatro irmãos foi o programa preferido pelos espectadores portugueses no “prime time”, conquistando a liderança absoluta com 1 milhão e 350 mil espectadores.

https://www.instagram.com/p/B_hvSN9AXv2/

O arranque do “BB Zoom – A Caminho da Casa” foi visto por uma audiência média superior a 1 milhão e 300 mil espectadores, liderando na faixa o grupo etário dos 4/44 anos, e cativando o “target” comercial onde os resultados foram expressivos com 22,7% de quota.

Nas redes sociais os internautas estiveram ao rubro com esta estreia: o “Big Brother” foi “trending topic” no Twitter e no conjunto de redes Instagram e Facebook, alcançou 3M de utilizadores no domingo.

Nas plataformas oficiais, o website tvi.pt/bigbrother duplicou o número de utilizadores nas primeiras 24h e a aplicação interativa registou 105 mil votos em apenas 2h.

A informação tem nota de destaque neste mês de abril, alcançando mais de 2 milhões e 300 mil espectadores diariamente. A rubrica “Estado de Emergência”, com Paulo Portas, tem sido vista diariamente por uma média superior a 1 milhão e 178 mil espectadores e teve até à data uma quota de 18,5%.

Nas palavras do diretor de Informação, Sérgio Figueiredo, “Paulo Portas afirmou-se como a grande referência na televisão portuguesa de conhecimento, informação, análise fundamentada em números e estudos a estes tempos únicos e de perplexidade geral. Sei do empenho que ele coloca na preparação dos temas, o consumo diário de horas e horas na preparação dos temas, falamos manhã, tarde e noite na busca de assuntos que respondam às angústias e às dúvidas que a pandemia suscita nas várias dimensões das vidas das pessoas”.