Vencedor do “The X Factor” fala do momento em que esteve no “fundo do poço”, “completamente agarrado às drogas”

Matt Cardle revelou que esteve à beira da morte devido ao consumo excessivo de drogas. O cantor confessou que o seu traficante recusou-se a vender-lhe estupefacientes.

O artista descontrolou-se três anos depois da final do “The X Factor UK”, altura em que a sua carreira profissional começou a fracassar. Cardle, em entrevista ao jornal britânico “The Sun”, afirmou que é uma “sorte” estar vivo.

“Tive muita sorte em não acabar de vez estendido no chão”, começou por dizer, esta segunda-feira, o cantor, que consumia por dia cocktails compostos por Tramadol e Valium, medicamentos usados para combater as dores.

Matt Cardle, de 34 anos, salientou que a sua perdição era “misturar” o álcool com os comprimidos. “Quando combinas o álcool com esse ‘mix’ de drogas acabas por te esquecer do que estás a fazer”, referiu.

O cantor, que durante dois anos esteve “completamente agarrado” às drogas, decidiu ficar sóbrio depois de um confronto físico em 2013 com o seu traficante, que se recusou a vender-lhe estupefacientes.

“Nunca tive tendências suicidas mas não queria saber de mim”, acrescentou o antigo vencedor do programa de talentos britânico, que assumiu ter estado no “fundo do poço”.

Pouco tempo depois, o irmão mais velho de Cardle, Dominic colocou-o numa clínica de reabilitação, onde esteve 19 meses. Até ao momento, Matt Cardle encontra-se sóbrio e numa relação com Amber Hernaman, de 27 anos.

“Estou num momento fantástico, mas isso não quer dizer que não tenha medo de cair na tentação”, assegurou o artista, que se prepara para lançar o seu quarto álbum pela Sony, que voltou a apostar no seu trabalho.

Matt Cardle ficou conhecido depois de vencer na final o grupo One Direction na final do referido programa, perante 19 milhões de pessoas. Durante o percurso no “The X Factor”, Danni Minogue foi a sua mentora.

TEXTO: Tiago Firmino