Zé Pedro/Óbito. “Personificou o carisma e a elegância do rock como poucos”, defende o primeiro-ministro

António Costa. Fotografia: Amin Chaar/Global Imagens

O primeiro-ministro, António Costa, lamentou esta quinta-feira a morte do guitarrista dos Xutos & Pontapés Zé Pedro, de 61 anos, considerando que personificou como poucos, para várias gerações de portugueses, “o carisma e a elegância do rock”.

“O Zé Pedro partiu. Para gerações e gerações de portugueses, ele personificou o carisma e a elegância do rock como poucos”, escreveu o líder do executivo português, numa mensagem divulgada pela rede social Twitter.

António Costa acrescenta que todos poderão “continuar a ouvir o som da guitarra que nos deixou”. “Mas nunca mais veremos o seu sorriso encantador. Os meus sentimentos aos familiares e amigos”, refere o primeiro-ministro na sua mensagem.

Zé Pedro estava doente há vários meses, mas a situação foi sempre mantida de forma discreta pelo grupo, tendo só sido assumida publicamente em novembro, a propósito do concerto de fim de digressão dos Xutos & Pontapés, no Coliseu dos Recreios, em Lisboa.

TEXTO: Lusa