Patrícia Tavares esteve dois meses longe da filha: “Foi pelo melhor dela”

Patrícia Tavares
Fotografia: Instagram SIC

Com o início da pandemia em Portugal, a atriz da SIC enviou a filha para Singapura, onde esteve dois meses junto do pai. As duas já se reuniram, mas Patrícia Tavares confessa: “Parece que foram três anos!”

Amor de mãe. Preocupada com a chegada da Covid-19 a Portugal, em março, Patrícia Tavares enviou a filha, Carolina, para junto do pai, João, em Singapura. Afinal, naquela zona do globo havia poucos casos do novo coronavírus e a adolescente poderia estar em segurança.

“Foi pelo melhor dela. Quando isto começou achei que não era nada e que passava rápido. O João teve outra noção”, confessou Patrícia Tavares na manhã desta sexta-feira n’”O Programa da Cristina), na SIC.

“Em Singapura estava tudo controlado, registavam-se poucos casos. Falámos os três, porque, apesar de separados há 17 anos, somos uma família”, acrescentou a “chef” da novela da noite da SIC “Terra Brava”.

“Achei que a Carolina ia e vinha em 15 dias, mas começaram a fechar tudo e senti a falta dela. Foram dois meses de ausência, mas a mim pareceram-me três anos”, concluiu Patrícia Tavares.