Pedro Ribeiro recorda como Fernando Gomes lhe deu moral para um relato

Fotografia: Instagram Pedro Ribeiro

No fim de semana em que se lamenta a morte do bibota de ouro, Pedro Ribeiro lembrou como Fernando Gomes lhe deu moral num dos primeiros trabalhos.

Um relato emocionado. O diretor da Rádio Comercial, Pedro Ribeiro, homenageou Fernando Gomes, que morreu neste sábado, ao lembrar palavras de motivação num dos primeiros trabalhos à frente de um microfone.

“‘Miúdo, isto é como marcar golos. Só custa o primeiro’. Foi mais ou menos isto que o bibota disse ao puto que eu era, nas vésperas do meu primeiro relato de rádio, fora do país. Foi em Como, onde o Sporting estagiava, antes de ir, no dia seguinte, a San Siro, defrontar o Inter. Percebeu que eu estava nervoso e deu-me moral”, começou por lembrar o animador de rádio no perfil de Instagram.

“O que ele não sabia era que eu estava nervoso e cheio de vergonha porque tentava ganhar coragem para lhe contar que, uns anos antes, ele tinha respondido a uma carta que eu e um amigo de infância meu lhe tínhamos escrito, quando ele se lesionou com gravidade. Eu e o Zé, único amigo de infância que era portista, lá na nossa rua em Oeiras, recebemos um obrigado manuscrito e uns postais do bibota. Nunca cheguei a contar-lhe”.

“Gomes, capa da revista ‘Onze’, com as suas botas de ouro. Classe absoluta. Da primeira vez que vi o Benfica perder na Luz com o Porto, o único golo foi de quem? Dele. Tinha de ser. Quando vi a Seleção ao vivo pela primeira vez, 2-1 à Polónia, na Luz, quem marcou um dos nossos golos? Ele (o outro foi Nené)”.

“Desaparece mais uma das figuras do futebol que moldou a minha infância. Mas penso que, lá em cima, no céu da cor que foi sempre a sua, Gomes vai agora formar um tridente atacante com Chalana e Jordão, e essa ideia faz sorrir. Descansa em paz, Bibota”, rematou Pedro Ribeiro.