Quatro meses após ter sido mãe, “Bumba na Fofinha” posa para a “Women’s Health”

Bumba na Fofinha
Fotografia: Instagram Bumba na Fofinha

Quatro meses depois de ter sido mãe pela primeira vez, Mariana Cabral, mais conhecida como “Bumba na Fofinha”, posou para a capa da “Women’s Health” no mês em que se aborda a saúde mental das mulheres e o pós-parto.

A humorista aceitou o desafio da revista e deixou-se fotografar em roupa interior para a edição mais recente da publicação. No perfil da rede social Instagram, a comediante publicou a capa.

“Se não é a vossa ‘Bumbs’ na revista ‘Women’s Health’, com este toucinho lindo e perfeitamente banal que Deus lhe deu. Primeiro: dizer que fiz questão de não fazer um único abdominal para aparecer nesta capa (e custou resistir ao vício, vocês sabem que trabalhar core é a minha nutella)”, começou por escrever, em jeito de brincadeira.

“Segundo: explicar que desde que a Clara nasceu, o elogio que mais ouço é: ‘Uau, nem parece que foste mãe!’ e eu agradeço, reconheço que a minha dieta à base de pavor existencial tem resultado, de facto estou gostosa e fazia-me”, confessou.

Bumba na Fofinha
Fotografia: Instagram Bumba na Fofinha

Contudo, Mariana Cabral admitiu que fica triste porque a gravidez é a experiência “mais transformadora” do corpo e da alma: “Sinto que caímos sempre na mesma armadilha, a mesma conversa desde tempos imemoriais, como se estivéssemos todas numa competição a ver quem consegue obliterar mais rapidamente qualquer vestígio daquela que me parecer ser, na minha curta jornada disto, a experiência mais transformadora do corpo e da alma”.

” […] Ninguém se lembra de saber ‘e essa sanidade marota, já recuperaste? Já dormes? Já viste o sol? Quão perto estás de ser um alerta CM?’ Perguntam sempre se já voltámos ao peso de antes e nunca se o peso que carregamos agora está a ser demais”, disse, referindo-se à saúde mental.

“Outubro é o mês da saúde mental e, por isso, esta edição da ‘Women’s Health’ […] é sobre o maior atentado à saúde das mulheres: o pós-parto. Esse maravilhoso desporto olímpico de nos mantermos à tona e eu […] partilho aqui a minha experiência honesta”, prosseguiu.

“Porque uma recuperação supersónica é apanágio de poucas (sem o apelido Patrocínio). E se há realidades diferentes, então esta é a minha tentativa de representatividade. Tenho estrias, varizes, olheiras onde cabe uma cozinha Ikea e, acima de tudo, um corpo que gerou um sonho de filha. Sou uma moça de sorte”, rematou.

Lembre-se que Mariana Cabral anunciou o nascimento da filha, Clara, em maio deste ano.