Maria Vieira defende Ronaldo após eliminação do Mundial. “São aplausos aquilo que lhe devemos”

Portugal foi eliminado do Campeonato do Mundo e desde então os portugueses dividem-se entre os elogios e as críticas à prestação da seleção nacional e de Cristiano Ronaldo, mas Maria Vieira já saiu em defesa do craque madeirense.

Na sua conta no Facebook, a atriz escreveu que aceita que toda a gente tenha o direito de “manifestar as suas opiniões e ideias” mas relembra o facto de ter sido “graças a [Cristiano Ronaldo] que Portugal foi apurado para a Copa do Mundo na Rússia” e que “foi também graças a ele que Portugal conseguiu passar a primeira fase da competição”.

Aos 61 anos, a artista vai mais longe e tece ainda comparações entre portugueses e argentinos para explicar a eliminação precoce dos pupilos de Fernando Santos neste Mundial.

“Portugal sofre do mesmo problema que a Argentina, pois apesar de ambos os países possuírem nas suas fileiras aqueles que são claramente os dois melhores jogadores do mundo, não têm um conjunto suficientemente sólido, determinado e talentoso para competirem de igual para igual com os seus principais e mais fortes adversários”, considera Maria Vieira.

Para finalizar, a intérprete diz ainda que embora esta competição não tenha corrido bem a CR7, “ele foi mais uma vez o melhor dos melhores entre aqueles que integraram a seleção portuguesa” e que por isso “mais do que críticas, são ainda os aplausos, aquilo que lhe continuamos a dever”.

Durante a fase de qualificação para o Campeonato do Mundo, Cristiano Ronaldo foi o segundo melhor marcador entre todas as seleções europeias, com 15 golos, ultrapassado apenas pelo polaco Lewandowski, com 16.

Na Rússia, o melhor jogador do mundo fez o gosto ao pé em mais quatro ocasiões. Assinou um hat-trick frente à Espanha, na jornada inaugural, e marcou o golo que deu os três pontos frente à seleção marroquina.

Atualmente, é o segundo melhor marcador de sempre a nível de seleções, com 85 golos. Está a 24 do iraniano Ali Daei, que entre 1993 e 2006 marcou por 109 vezes ao serviço do Irão.

TEXTO: Duarte Lago

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.