Karl Marx escreveu: “A Religião é o ópio do povo”. Mais tarde, o grande escritor e humorista brasileiro Millôr Fernandes emendou para “O futebol é o ópio do povo e o narcotráfico da mídia”. Para quem leva o futebol bem a sério, faz sentido: as opiniões dos adeptos são muitas vezes verdadeiros dogmas de fé.

Não é o caso deste jovem adepto do Sporting, entrevistado, na semana passada, em direto pela Bola TV, no exterior do Estádio de Alvalade, em Lisboa. A equipa de Jorge Jesus acabara de conhecer os seus adversários na Liga dos Campeões: Juventus, Barcelona e Olympiacos.

Instado a comentar em direto o resultado do sorteio, o jovem adepto mostrou ser bem conhecedor da matéria. Ponderado, racional, tecnicamente conhecedor. Numa época em que os canais de televisão enchem as suas antenas de comentadores de toda a espécie, bem podiam pôr os olhos neste adepto de palmo e meio…

TEXTO: Mafalda Carraxis