“Patético”. Figuras conhecidas do mundo do desporto e do cinema perdem a paciência com Neymar

Depois da saída precoce de Ronaldo e Messi do Mundial de futebol, Neymar assumiu-se como o protagonista da competição. No entanto, aquele que já foi considerado como um forte candidato a melhor do mundo está a ser falado pelos piores motivos.

Na origem das críticas ao jogador brasileiro de 26 anos, que no ano passado trocou o Barcelona pelo Paris Saint-German, estão as constantes simulações que tem protagonizado nos jogos da seleção canarinha neste Campeonato do Mundo, a decorrer na Rússia.

Ainda assim, se nos jogos da fase de grupos eram as piadas que se sobrepunham, depois do desafio frente ao México, referente aos oitavos-de-final as críticas ganharam força e rostos bem conhecidos não só no mundo do desporto, mas também da sétima arte.

O lance que está a dar que falar ocorreu esta segunda-feira, corria o minuto 70. O mexicano Layún pisou Neymar, que logo de seguida agarrou a bola e deixou-se ficar deitado no chão. O jogador do Futebol Clube do Porto puxou-lhe o esférico e a reação do brasileiro foi simular uma dor agoniante.

Peter Schmeichel, ex guarda-redes do Sporting e da seleção dinamarquesa, foi um dos primeiros a comentar o sucedido: “A FIFA deveria ter visto como ele se comportou. Não consigo encontrar outra palavra para lá de ‘lamentável’. Irrita o facto de o ver a tentar forçar cartões amarelos. Parecia que ia morrer. Pensei que iria sair na maca ou na ambulância, mas afinal de contas não aconteceu nada disso”.

O antigo avançado inglês, Alan Shearer, também se juntou a Schmeichel nas críticas a Neymar. “É realmente patético quando começa a rebolar como se estivesse em agonia”, atirou o ex internacional pela seleção de Inglaterra.

Matthew Lewis, o famoso Neville Longbottom em “Harry Potter” também utilizou a sua conta na rede social Twitter para lamentar a atuação do jogador. “Neymar é patético”, começou por escrever. Porém, mesmo depois de ser atacado por alguns fãs do futebolista, o ator não se deixou ficar e utilizou o seu sentido de humor para responder.

“O meu português está um pouco enferrujado, mas assumo que todos vocês estão a dizer que ele a rebolar no chão e a representar é vergonhoso de ver, tendo em conta o talento natural que ele é. Estamos todos de acordo”, ironizou.

Na próxima sexta-feira, Neymar volta a entrar em campo, às 19 horas, no desafio dos quartos-de-final do Mundial entre Bélgica e Brasil. Até ao momento, tem dois golos em quatro jogos.

TEXTO: Duarte Lago