Acusado de comprar o filho por 50 mil euros, Eduardo Beauté conta a “verdade sem preço”

Eduardo Beauté já reagiu às notícias que davam conta de ter comprado o filho Bernardo, a primeira criança que adotou. O cabeleireiro referiu-se a tais notícias como “mentiras”.

Em causa estão notícias que deram conta que o cabeleireiro tinha comprado o filho por 50 mil euros à mãe biológica e que tinha pedido ao pai do menino que aceitasse 30 mil euros em troca da assinatura de um papel onde dizia que cedia a guarda da criança.

As acusações terão partido da avó paterna do pequeno Bernardo, uma criança com Trissomia 21, que acusa o conhecido cabeleireiro de ter ficado com a guarda da criança, atualmente com seis anos, depois de pagar uma fortuna pela criança.

“Li as mentiras sobre a forma como o meu filho Bernardo chegou à minha vida. Sei que ter uma vida pública tem as suas consequências naturais, mas não compreenderei nunca que isso mexa com três amores como os meus filhos. Falem de mim, que escolhi vivê-la. Não deles, que são parte dela pelo melhor e mais puro de todos os motivos: porque os amo profundamente. Como pai, não quero nunca que encontrem essas mentiras e sofram com elas. Como pai, espero que, se um dia tal acontecer, tropecem também nestas palavras e se sintam abraçados por elas: amo-vos filhos. É essa a verdade da nossa história. E é uma verdade sem preço”, escreveu Eduardo Beauté, de 50 anos, na legenda de uma fotografia com o filho Bernardo, que publicou esta madrugada de terça-feira no seu Instagram.

 

Recorde-se que Eduardo Beauté tem, para além de Bernardo, também filho do manequim Luís Borges, mais dois filhos adotados: Lurdes, de quatro anos, e Eduardo, de dois.

TEXTO: Mafalda Carraxis