Juan Carlos assinala 80 anos com banquete familiar. Mas nem todos foram à festa

O rei emérito Juan Carlos de Espanha assinalou esta sexta-feira os seus 80 anos com um banquete em Madrid que contou com quase todas as figuras da família real espanhola, à exceção da infanta Cristina, envolvida num escândalo de corrupção.

Entre os 70 comensais presentes no evento realizado no Palácio da Zarzuela, na capital espanhola, estiveram os reis de Espanha Felipe VI e Letizia e as respetivas filhas, a rainha Sofia (mulher de Juan Carlos), a infanta Helena (a filha mais velha do rei emérito) e os respetivos filhos.

As irmãs do rei Juan Carlos, as infantas Margarita e Pilar, bem como outros elementos da família Bourbón marcaram presença no banquete.

O evento ficou marcado pela ausência da infanta Cristina (a segunda filha de Juan Carlos e Sofia), dos seus quatro filhos e do seu marido Iñaki Urdangarin, que foi condenado em primeira instância, em 2016, pelos crimes de prevaricação, desvio de fundos, fraude, tráfico de influências e crimes fiscais. Na altura, o antigo andebolista foi condenado a uma pena de seis anos e três meses de prisão.

O cunhado de Felipe VI está a aguardar que o Supremo Tribunal espanhol delibere sobre um recurso sobre a sentença que lhe foi aplicada.

A infanta Cristina, também implicada no processo que ficou conhecido como o caso Nóos, foi absolvida.

As celebrações públicas do 80.º aniversário
do rei emérito estão agendadas para este sábado.

Juan Carlos I assistiu, junto dos reis de Espanha, a um evento militar conhecido como Pascua Militar que decorreu no palácio real (Zarzuela). Veja as fotografias na galeria acima.

Foi a primeira vez que Juan Carlos I assistiu a esta cerimónia que reúne a cúpula militar espanhola desde janeiro de 2014, meses antes de ceder o trono espanhol ao filho Felipe VI depois de quase quatro décadas de reinado.

Este foi o primeiro dos eventos que o Palácio da Zarzuela programou este ano para assinalar o 80.º aniversário do rei emérito, mas também da rainha Sofia, que cumpre 80 anos a 2 de novembro.

A iniciativa de organizar vários eventos para assinalar este aniversário ocorre depois de Juan Carlos ter expressado o seu desagrado por não ter sido incluído, em junho último, nas comemorações dos 40 anos das primeiras eleições democráticas em 1977 no Congresso espanhol.

TEXTO: Lusa