“Não sei o que seria se a minha filha não tivesse nascido”. Filho de Tom Hanks livra-se do vício das drogas

Chet Hanks abriu o coração e, em entrevista a um programa de televisão, confessou as dificuldades que sentiu no passado, marcado pelo consumo de drogas, e o que o motivou a largar o vício e a adquirir um novo estilo de vida.

O filho do ator Tom Hanks, de 27 anos, admitiu que o vício das drogas falou mais alto durante grande parte da sua vida, mas que o nascimento da filha o levou a refletir e a querer mudar a sua maneira de ser e de agir.

“Caso a minha filha não tivesse nascido eu não sei se teria passado pelas transformações necessárias”, começou por referir o “rapper” durante uma entrevista concedida ao programa de televisão “Access Live”. “Ela salvou a minha vida”, garantiu.

O músico manifestou ainda o desejo de, mais tarde, contar a Michaiah a importância que ela teve para largar o consumo de estupefacientes. “Quando ela ficar mais velha, ela vai ficar a saber disso. Eu vou contar-lhe. Tive muita sorte nesse sentido. Eu não sei o que teria acontecido se ela não tivesse nascido”.

A droga fez com que Chet passasse por momentos complicados ao longo da sua vida. Um deles, um acidente de automóvel que provocou lesões cerebrais a uma pessoa, quase levou o seu progenitor, Tom Hanks, à prisão porque era em nome dele que se encontrava a viatura conduzida pelo cantor.

Tom Hanks tem quatro filhos: dois do primeiro casamento, com a atriz Samantha Lewes, e outros dois da união com a também atriz Rita Wilson, com quem é casado há 30 anos e da qual nasceu Chet.

TEXTO: Duarte Lago (com DS)