“Nunca pensei chegar aos 50 anos”. Anderson Cooper prepara “crise da meia idade” com… uma tatuagem

O jornalista norte-americano Anderson Cooper vai comemorar este domingo o seu 51.º aniversário. Mas numa entrevista televisiva revelou que nunca esperou chegar ao meio século.

Quase a completar 51 anos, Anderson Cooper, um dos mais consagrados jornalistas norte-americanos, confessou não estar pronto para isso, mas que está preparado para a tão famosa na crise de meia-idade. Quando questionado sobre o que iria fazer nesta data, o jornalista da CNN revelou algumas ideias.

“Estou a pensar numa mota. E estou também a pensar em fazer uma tatuagem”, revelou, acrescentando que, apesar de não ter qualquer tatuagem, há 20 anos que pensa em fazer uma. “Tenho, no Instagram, uma pasta cheia de tatuagens que gostava de fazer”, disse.

Perante a possibilidade de sofrer na pele o momento em que estiver a fazer a “tatoo”, Anderson Cooper nem quer ouvir falar em sofrimento e afirma que gostava de fazer uma tatuagem enquanto estivesse inconsciente.

“Eu gostava de estar inconsciente para conseguir ultrapassar isso [a dor da tatuagem]. Até já falei sobre isto com o meu dermatologista, para saber se havia algum tipo de creme ou alguma coisa para me deixar inconsciente”, brincou.

A conversa termina com Anderson Cooper a confessar que nunca pensou atingir os 50 anos e que, quando chegou a altura, ficou preocupado por não ter qualquer plano.

“O meu pai morreu com 50 anos e eu nunca planeei chegar aos 50. Sempre pensei que iria morrer quando chegasse a essa idade. Depois de atingir os 50 anos pensei: ‘Oh meu Deus, não tenho nenhum plano'”, afirmou.

Veja aqui o vídeo da entrevista:

A carregar vídeo...

TEXTO: Miguel Lopes