Irmão de Pablo Escobar ameaça colocar um ponto final na série “Narcos” após morte de produtor

Roberto Escobar Gaviria, o irmão de Pablo Escobar e antigo líder dos assassinos do cartel de Medellín, na Colômbia, aconselhou a Netflix a contratar “assassinos profissionais” para proteger os seus trabalhadores e ainda ameaçou acabar com a série “Narcos”.

“A Netflix deveria ter assassinos profissionais contratados para proteger o seu pessoal”, disse Roberto Escobar, irmão do famoso narcotraficante Pablo Escobar, depois de o produtor Carlos Munoz ter sido assassinado no México, no dia 11 de setembro, enquanto procurava locais para as filmagens da quarta temporada de “Narcos”. Esta série da plataforma de streaming é baseada nas histórias verídicas dos cartéis de droga da Colômbia. “Se tiveres inteligência, não precisas de usar armas. Se não tiveres, tens de usar”, acrescentou.

Em entrevista ao site The Hollywood Reporter, Roberto sublinhou que não quer que nenhum filme ou série relacionado com a sua família seja gravado na zona de Medellín ou na Colômbia sem a sua “autorização”. “É muito perigoso. Sobretudo sem a nossa aprovação. Este é o nosso país”, exclamou.

“As mães deles [dos produtores da Netflix] deviam tê-los deixado no útero. Isso é o que dizemos a estas pessoas se elas vierem à Colômbia”, afirmou ainda o ex-líder do cartel de droga de Medellín, de 71 anos, durante a entrevista.

O irmão de Pablo frisou que pretende acabar com a série, por não ter sido pedido qualquer tipo de autorização para que a história da sua família fosse contada, a não ser que seja indemnizado. Roberto pede 800 milhões de euros ao serviço de streaming: “Estamos em negociação com eles através dos nossos advogados para obter o nosso pagamento”.

“Narcos” é a série mais vista da Netflix em 2017

A plataforma de streaming não divulga os resultados das suas audiências, mas o The Hollywood Reporter avança que a terceira temporada de “Narcos”, que se estreou a 1 de setembro passado, é a série mais assistida deste ano na Netflix, com 27,2 milhões de espectadores apenas na primeira semana de exibição.

A quarta temporada deverá estrear-se em 2018.

TEXTO: Sofia Gonçalves Romão