Raju foi vítima de maus tratos durante cinco décadas. Aos 70 anos de vida, foi retirado das ruas de Allahabad, na Índia, para o Centro de Conservação e Apoio ao Elefante, nos arredores de Mathura. Os seus primeiros passos em liberdade ficaram registados.

A Wildlife SOS resgatou Raju a 4 de julho de 2014. Nas primeiras semanas, “foi difícil de tratá-lo porque ele tinha medo de pessoas”. Às feridas emocionais juntavam-se graves problemas físicos, consequência de décadas de enclausuramento e abusos às mãos de humanos impiedosos.

Quase três anos depois, o elefante que se tornou conhecido em todo o mundo, também por ter chorado assim que lhe foram tiradas correntes com espigões das patas, vive num santuário na companhia de outros animais da sua espécie.