A relação entre a Diva do Fado, como Amália ficou conhecida, e a sua mãe, Lucinda da Piedade Rebordão, sempre foi pautada pelo amor que as duas tinham pela música (familiares da fadista alegam, de resto, que Amália terá aprendido a cantar com a mãe).

Nestas imagens, pode ver-se a fadista com a mãe num momento raro entre as duas tornado público. Amália e Lucinda cantam “Milho Grosso”, um tema tradicional do folclore da Beira Baixa, região de onde a progenitora da artista era natural (mais concretamente do Fundão).

No dia 6 de outubro deste ano, completam-se 18 anos do desaparecimento – apenas físico, que a voz de Amália perdura e perdurará na memória dos portugueses – de uma das personalidades que mais longe levou o nome de Portugal lá fora. Quando morreu, em 1999, Amália Rodrigues tinha 79 anos.

 

TEXTO: Dúlio Silva