Lembra-se destas dez mulheres da prisão mais famosa do mundo?

“Orange is the New Black” foi a primeira grande série de sucesso emitida pela Netflix. A trama regressa esta sexta-feira à plataforma de streaming.

A quarta leva de episódios terminou de forma trágica. A quinta regressa esta sexta-feira à Netflix e substitui o sentimento de tristeza pela morte injusta de Poussey (Samira Wiley) pelo desejo de revolta. Será assim o conjunto dos 13 novos capítulos da série escrita por Jenji Kohan em torno de um grupo de mulheres na Penitenciária de Litchfield.

Vamos a factos: a ação passa-se em apenas três dias. É a primeira vez que a produção, a cargo da Lionsgate Television, revela o período temporal da história. Não há dúvidas que as prisioneiras se vão unir e que o resultado não será pacífico.

“Todas nos unimos para derrotar os guardas. Todas as mulheres percebem que, apesar de haver alguns momentos de maior leveza, a prisão é um lugar assustador. A morte de Poussey solidifica muitas relações e une pessoas”, disse Laura Prepon, que interpreta Alex.

A atriz Danielle Brooks também já tinha adiantado que seria melhor os espectadores estarem “preparados” para o que aí vem. “Peguem nas pipocas e nos lenços”, disse.

E se há mais uma certeza é que esta história baseada na vida real de Piper Eressea Kerman, acusada em 1998 de lavagem de dinheiro e tráfico de drogas e contada pela própria num livro homónimo, tem já mais duas temporadas garantidas.

TEXTO: Ana Filipe Silveira